Ronco é o barulho proveniente da vibração dos tecidos moles da faringe. Ele acontece quando fazemos muito esforço para respirar e, por isso, a passagem do ar acontece com uma maior resistência. O barulho, muitas vezes, atrapalha o sono do companheiro (a) e causa constrangimento para o próprio paciente. Mas, mais do que isso, quando o ronco está acompanhado de um sono de qualidade ruim ele pode esconder doenças mais sérias, como a síndrome de resistência de vias aéreas superiores ou a apnéia do sono. Ao contrário do que muitas pessoas acham, não é normal acordar cansado, com dor de cabeça ou sentir muita sonolência durante o dia.

Já a apnéia é a parada na passagem do ar pela via aérea. Durante a pernoite, ela é conhecida como apnéia do sono. Ou seja, é como se a respiração da pessoa pausa enquanto ela está dormindo. As causas são muitas, como obesidade, dificuldades respiratórias por rinite, desvio de septo ou amigdalas grandes e uso de medicações. Além da sonolência, do ronco e da irritabilidade, a apnéia causa problemas de concentração, memória, dificuldade na perda de peso, aumento do risco cardiovascular e de acidentes.

Em qualquer um dos casos, é importante ter uma avaliação médica. Existe um tratamento individualizado para cada caso.